O e-mail marketing é uma das estratégias mais eficientes para empresas que buscam nutrir leads (potenciais clientes) e manter um relacionamento positivo com o público. 

Não é à toa que ele é usado em quase todos os planejamentos em Marketing Digital, desde campanhas para trabalhadores autônomos, até grandes empresas.

Um dos grandes motivos para o sucesso do e-mail marketing está justamente na popularidade do canal de comunicação. 

São mais de 4,3 bilhões de contas ativas de e-mail em todo o mundo e mais de 92% das pessoas utilizam o recurso, sendo que 61% desse total acessa o e-mail diariamente.

Além disso, 72% dos usuários da internet afirmam que o e-mail é o melhor canal de comunicação para as empresas.

Por exemplo, ao anunciar uma oferta de massagem corporativa, o público terá muito mais confiança no anúncio disparado por e-mail que em uma campanha no Facebook.

No entanto, apesar da popularidade e da assertividade do e-mail, apenas 46% das empresas brasileiras utilizam a estratégia. 

Quer dizer que ainda há uma relutância na implementação de campanhas de e-mail por maior parte dos empreendimentos do Brasil. Por causa disso, trata-se de uma ótima oportunidade para conquistar destaque perante a concorrência.

 

E-mail marketing: o que é e as vantagens da estratégia

Mas, afinal, o que caracteriza o e-mail marketing?

O e-mail marketing nada mais é que uma estratégia baseada na comunicação entre empresa, consumidores, leads ou fornecedores, via correio eletrônico. 

O contato pode ser feito por meio do envio de mensagens, a partir de uma segmentação de contatos e ferramentas de automação.

Existem diversos tipos de e-mails marketing, veja alguns deles:

  • Ofertas e promoções de produtos/serviços;
  • Confirmações de compras online;
  • Newsletter (similar a um jornal online);
  • Descontos para usuários cadastrados;
  • Recomendações de produtos/serviços.

 

Vale ressaltar que o e-mail marketing difere-se do spam, que é o envio automático de mensagens para um grande número de contatos.

Isso, porque somente usuários devidamente cadastrados na lista de e-mails de uma empresa recebem os conteúdos, ao contrário do spam, em que há compra de contatos.

Sendo assim, o e-mail marketing é considerado uma estratégia transparente e não um canal massivo de comunicação.

Nesse sentido, se você receber um anúncio na sua caixa de entrada de curso de pilates solo, provavelmente você se cadastrou em uma lista de e-mails. 

E a mensagem virá com uma opção de “descadastramento”, caso você não queira mais receber nenhum tipo de conteúdo.

Fora isso, os usuários têm a opção de cancelar o cadastro da lista de e-mails. 

Normalmente, quando se opta por retirar o seu contato, a empresa envia um questionário perguntando o porquê da retirada. 

Assim, é possível planejar novas estratégias, dependendo das respostas das pessoas.

 

6 dicas para utilizar o e-mail marketing em sua estratégia de Marketing Digital

O e-mail marketing é capaz de aumentar o tráfego do seu e-commerce ou site, engajar leads e colaborar com o crescimento das vendas. 

Além disso, a estratégia, quando bem implementada, consegue melhorar o reconhecimento da marca no mercado, melhorando o destaque do seu negócio.

Neste artigo, separamos algumas dicas de como aplicar o e-mail marketing em seu planejamento de Marketing Digital e alcançar resultados positivos.

 

1. Tenha um blog com conteúdo atualizado

Antes de tudo, o e-mail marketing depende diretamente de uma lista de contatos. Por esse motivo, é importante investir em uma maneira de conseguir o máximo de cadastros possíveis, oriundos das mais diversas plataformas digitais.

Uma das melhores maneiras é conseguir leads por meio do blog da empresa, oferecendo conteúdo de qualidade, relevante e atualizado.

Por exemplo, uma academia corporativa pode manter um blog com matérias sobre atividades físicas, dicas de treino e formas de adotar uma vida saudável. 

Com isso, os usuários interessados podem se cadastrar em um formulário online, diretamente no blog, e receber conteúdos ainda mais aprofundados dos temas.

Além disso, após o cadastramento dos usuários, a empresa pode oferecer outros tipos de conteúdos, como anúncios de personal trainer para idosos, entre outros serviços relacionados.

Sendo assim, antes mesmo de planejar o que enviar nos e-mails, pense em como adquirir contatos para o compartilhamento das mensagens.

 

2. Faça a segmentação dos usuários

Não adianta nada ter uma lista enorme de contatos, se a empresa não sabe o que eles realmente desejam receber e como querem consumir as mensagens. Afinal, cada um dos usuários é diferente e a melhor estratégia é fazer a segmentação do público.

Por exemplo, nem sempre uma pessoa interessada em receber anúncios sobre acupuntura para gatos é interessada em conteúdos sobre outros animais. Portanto, o ideal é conhecer mais os usuários e, posteriormente, personalizar as mensagens de e-mail.

Para facilitar a segmentação, a empresa pode se nortear pelas seguintes perguntas:

  • O que interessa os leads e os aproxima do seu negócio?
  • O que o seu público quer receber por e-mail?
  • Quais os melhores formatos das mensagens?
  • A empresa está realmente oferecendo algo de qualidade?

A partir disso, já é possível ter uma ideia de como fazer a segmentação do seu público e melhorar a estratégia de e-mail marketing.

 

3. Crie conteúdos diversificados

Apesar do e-mail ser a melhor forma de nutrir leads, nenhum usuário gosta de receber sempre o mesmo e-mail na caixa de entrada. Por esse motivo, é importante diversificar os conteúdos e optar por novos formatos.

Ou seja, se a intenção é apresentar um novo serviço de emergência animal, pode ser interessante produzir um vídeo para enviar aos usuários em vez de uma mensagem em texto.

Em conjunto, a empresa também pode enviar um convite para um evento de apresentação do estabelecimento.

Fora isso, quanto mais conteúdos diversificados, melhor é o engajamento do público, que vai esperar sempre materiais diferentes.

 

4. Invista em ferramentas de automação

Com o avanço da tecnologia, é possível encontrar diversas ferramentas de automação de e-mail marketing, que facilitam o envio de mensagens, a segmentação de contatos e ainda mais: a personalização do conteúdo.

A automação é um importante recurso para a construção de uma boa estratégia de e-mail marketing, especialmente quando o objetivo é aproveitar todo o potencial do canal de comunicação.

Dependendo da quantidade de usuários cadastrados na sua lista de e-mails, torna-se inviável enviar uma mensagem para cada um dos contatos manualmente. Até mesmo para as pequenas empresas isso é inviável, já que a atividade demanda tempo e energia.

Além do mais, uma ferramenta de automação eficiente é capaz de personalizar as mensagens, até mesmo com o nome de cada um dos usuários. 

Por exemplo, ao anunciar uma oferta para exame de sangue para gatos, você pode produzir um conteúdo promocional chamando o lead diretamente pelo nome.

A estratégia aproxima o relacionamento da empresa com o cliente, sendo possível ter melhores resultados com o engajamento do público.

 

5. Construa CTAs na sua mensagem de e-mail

Os CTAs (Call to Action, ou “Chamada para Ação”, em português) são essenciais para a conversão de leads, pois eles influenciam os usuários na tomada de alguma decisão.

De modo resumido, os CTAs são botões incluídos nas mensagens dos e-mails, que orientam alguma ação.

Por exemplo, um convite para conhecer um especialista urologista veterinário pode vir acompanhado de um CTA para confirmação de presença em um evento de apresentação. 

Ou no caso de uma oferta, um botão de chamamento que redireciona o usuário até a página promocional.

O CTA precisa ser bem construído, isto é, atraente para o leitor, com uma mensagem clara e objetiva. Normalmente, ele é colocado em um posicionamento estratégico do corpo do e-mail para que a leitura seja mais confortável ao usuário.

Além disso, o CTA pode ter diversos formatos, como um sidebar, textos, hiperlinks e imagens. Sendo assim, a empresa pode escolher o que melhor se adequa à sua campanha.

 

6. Tenha equilíbrio na frequência de envios

O envio de mensagens por e-mail precisa ter uma regularidade. Contudo, o disparo ininterrupto de conteúdo pode não ser bom para os usuários, ainda mais quando recebem o mesmo e-mail da mesma empresa várias vezes ao dia.

Por causa disso, o ideal é ter um equilíbrio nos envios. Opte pelos horários em que o seu público está online, dando preferência para mensagens de alta relevância.

Outra dica é não deixar longos intervalos entre as mensagens. A pouca quantidade de e-mails é tão prejudicial quanto a grande quantidade.

Uma forma de saber a melhor quantidade de e-mails, bem como os horários para o envio de mensagens, em conformidade com o perfil dos leads, é com a realização de testes e avaliando métricas. 

Dessa forma, a empresa poderá encontrar o cronograma adequado e orientar a estratégia.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply

  • Agências Coligadas:
  • Agência Massimo
  • Agência Vouk
  • WM Propaganda

Brasil

Curitiba – PR

BDDB

Av. Rep. Argentina, 1228 , Sala 2608 Água Verde CEP 80620-010

Curitiba - PR

+55 41 9855-7878

[email protected]

Brasil

Joinville – SC

Coligada Voük

Rua Gothard Kaesemodel, 220
Anita Garibaldi – 89203-400

+55 47 3028.8444

t[email protected]

Brasil

São Paulo – SP

Coligada WM Propaganda

Av. Jovina de Carvalha Dau, 286
Taboão da Serra - SP
CEP 06754-200

+55 11 4701-5647
+55 11 98283-8498

[email protected]

USA (em breve)

New York – Soho

Escritório Operacional

154 Grand Street New York
NY 10013

646.664.4467

[email protected]