O Growth Hacking é algo que vem crescendo de forma muito rápida, com muitas empresas querendo conhecer e implementar essa estratégia para conseguir um crescimento em escala relevante.

Segundo o criador do termo, Sean Ellis, o Growth Hacking é “uma área cujo objetivo é o verdadeiro crescimento. Tudo o que é feito, deve ser examinado por seu potencial impacto sobre o crescimento escalável”.

Resumindo, o Growth Hacking são métodos e estratégias que unem o marketing criativo, dados e engenharia de software. Indo além de produção de conteúdo, campanhas de email marketing ou teste A/B.

Sean ainda explica que no GH, o crescimento é baseado em métricas e o marketing orientado a experimentos. O foco do trabalho está em encontrar hacks (oportunidades, gatilhos, passagens etc) para criar estratégias de crescimento e escala. Pois o objetivo é o crescimento, muito além de ferramentas e estratégias modelos que podem ser replicadas em qualquer empresa.

E é muito importante lembrar que, por ser um termo novo, o Growth Hacking não tem nenhuma relação com a expressão computer hacker (pirata de computador) ou computer hacking (ato de piratear software). O Growth Hacking é um método para encontrar brechas de crescimento por meio de engenharia de software e criatividade. 

 

Profissional Growth Hacker

Para encontrar os hacks, é necessário muita pesquisa e análise de dados, e esse é o papel do Growth Hacker. Ele é o responsável por elaborar análises científicas e estudos para encontrar esses gatilhos. Utilizando ferramentas e softwares para comprovar as hipóteses geradas, assim, otimizar os resultados, minimizar os erros e replicar os acertos.

O profissional dessa área, precisa estar atento ao crescimento, deve possuir conhecimentos sobre Marketing. Mas também, ter noção de processos, metodologia e tecnologia para conseguir se concentrar em perceber esses tais gatilhos. A partir daí, experimenta e comprova suas hipóteses.

Sempre deve procurar por alternativas inovadoras, estar atento às oportunidades de resultados para escalar todas as áreas do seu negócio. Mas não só o Growth Hacker deve ter esse conhecimento, e sim todos os profissionais da empresa, ter uma forma de pensar, planejar e agir. E assim, potencializar os resultados gerais para crescer.

 

Não é fórmula mágica

Para chegar ao crescimento desejado, é preciso de testes, análise de dados e constante evolução. Nada de fórmula mágica.

São pequenas mudanças e ações que trazem grandes retornos. Essas constantes evoluções, testes, e muita análise de métricas que proporcionam a recompensa de um crescimento escalável. As práticas do Growth Hacking podem não ser tão simples e rápidas como se imagina. Mas por se apoiar em testes e comprovação de resultados sua eficácia é o carro chefe de seu sucesso.

Os hacks são encontrados, são criados hipóteses, essas hipóteses são submetidas a testes e sobre eles é aplicado uma forte análise. Nessa análise poderá ser concluído o que dá e o que não dá certo. A partir daí as aplicações que deram resultados precisam ser evoluídas.

 

O Funil do Growth Hacking

Para conhecer melhor os processos do GH, é preciso entender o funil.

O funil do Growth Hacking criado pelo americano Dave McClure pode ser utilizado para praticamente tudo. Independente do segmento e tipo da sua empresa, ou mesmo o problema que o seu negócio esteja passando. Muito possivelmente a lógica do funil pode ser aplicada para encontrar soluções.

Porque o funil ajuda a analisar o cenário completo das empresas, ele acompanha os diferentes estágios que o consumidor passa pela sua empresa. O objetivo do funil do Growth Hacking é garantir que cada etapa seja bem planejada e estruturada. De modo que garanta que o lead passou para a próxima etapa com a melhor experiência e percepção da sua marca.

Colocando Growth Hacking em prática

Para começar a colocar o GH em prática, é necessário seguir alguns passos que ajudam a identificar potenciais pontos que sua empresa pode ajustar, para então alcançar os resultados desejados e crescer.

 

  1. Identifique problemas

O primeiro passo é encontrar um problema ou dificuldade que sua empresa esteja passando. Seja com prospecção de novos clientes, fidelização de clientes ou algum outro problema.

Foque em um objetivo, pesquise com sua equipe a melhor maneira de resolver o problema, gerando hipóteses e analisando dados. É importante se manter focado no objetivo, evitando distrações e contratempos.

 

  1. Maior número de ideias

Depois de identificar o problema, é hora de reunir o maior número de ideias e levantar hipóteses para achar uma solução. Uma prática recomendada, é reunir os profissionais de diferentes áreas da sua empresa para uma reunião de brainstorming.

Os time heterogêneos agregam maior valor, ao unir experiências, visões e mentes diferentes você aumenta o números de caminhos para chegar nas soluções. Depois é só realizar as análises e separar as ideias mais interessantes, e que apresentam maior probabilidade de retorno e maior impacto.

 

  1. Transformar ideias em hipóteses e elaborar processos

Não basta só ter uma ideia, agora é preciso trabalhar com as hipóteses. É importante estudar o problema, o cenário, as possibilidades de resultados e os fatores que podem envolver o teste. Pois é a partir dessa hipótese que o seu time de GH vai desenvolver os processos do experimento.

Claro que conforme a realidade e necessidade de cada empresa, os processos vão mudar. Mas não tem como fugir desta etapa, todo todo experimento precisa ter um início e fim, uma ferramenta ideal para mensuração, acompanhamento e mensuração dos resultados, entre outros.

 

  1. Realizar experimentos

Agora é hora de colocar o experimento em prática!

O foco é muito importante, para alcançar os objetivos e monitorar constantemente. Manter o foco no experimento tanto para avaliar sua performance e bom funcionamento, quanto para realizar otimizações necessárias.

Mas lembre-se que o objetivo principal do experimento é comprovar ou refutar hipóteses, e não encontrar soluções definitivas. Sendo assim os testes precisam ser realizados da maneira mais ágil possível.

 

  1. Análise de resultados

É necessário obter conhecimento antes, durante e principalmente após os experimentos. Depois que o teste foi finalizado com um tempo que permitisse a geração de dados suficientes é preciso analisar sua performance. Para colher aprendizado e entender se a hipótese pode ser ou não a solução do problema inicial.

É por meio da análise que o Growth Hacker consegue encontrar erros ou acertos. E elaborar ações para evitar deslizes e os resultados positivos sejam potencializados. Por ser uma etapa importante, é preciso seriedade e foco, para que se realize uma análise e estudo transparente.

Ter maturidade para encarar os erros e entender que nenhum experimento é em vão, é fundamental. Ao passo que você, de forma ágil e econômica, encontra os caminhos ERRADOS para eliminá-los, os meios certos e positivos vão surgindo. E muito dinheiro é economizado no processo.

 

  1. Definir próximos passos

Com os aprendizados gerados, novas ideias aparecem e novos experimentos precisam ser modelados. Até que o problema seja resolvido e outro desafio apareça.

Sendo um caminho focado no crescimento e escala de resultados, o que se aplica em micro no Growth Hacking, quando bem sucedido, se replica no macro. Um processo cíclico focado em crescimento e escala de resultados.

 

Agora que você já sabe o que é o Growth hacking e como ele funciona, basta implementar esses passos em sua empresa e crescer em escala.

Fonte: https://surfedigital.io/blog/growth-hacking/

Leave a Reply

  • Agências Coligadas:
  • Agência Massimo
  • Agência Vouk
  • WM Propaganda

Brasil

Curitiba – PR

BDDB

Av. Rep. Argentina, 1228 , Sala 2608 Água Verde CEP 80620-010

Curitiba - PR

+55 41 9855-7878

[email protected]

Brasil

Joinville – SC

Coligada Voük

Rua Gothard Kaesemodel, 220
Anita Garibaldi – 89203-400

+55 47 3028.8444

[email protected]

Brasil

São Paulo – SP

Coligada WM Propaganda

Av. Jovina de Carvalha Dau, 286
Taboão da Serra - SP
CEP 06754-200

+55 11 4701-5647
+55 11 98283-8498

[email protected]

USA (em breve)

New York – Soho

Escritório Operacional

154 Grand Street New York
NY 10013

646.664.4467

[email protected]