Guia para uma franqueadora de excelência

Bruna Gazabin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Guia para uma Franqueadora de Excelência

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) anunciou no fim do abril, as empresas que receberam o Selo de Excelência em Franchising (SEF), chancela que reconhece as melhores redes de franquias do Brasil. É uma noite de festa, de muita celebração – como tem de ser: 257 Redes conseguiram o Selo! Vale mencionar o Prêmio Destaque Franchising de Franqueador do Ano, em que a grande consagrada por sua excelência em suporte ao franqueado, capacidade de superação e inovação foi a Jin Jin, do Grupo Halipar, que ganhou como melhor rede de franquia em geral. Sucesso e reconhecimentos merecidos!

A gestão de uma rede de franquias é desafiadora. Quanto maior a rede, quanto mais unidades franqueadas, e quanto mais “clientes-franqueados” a rede tiver, maior o desafio no gerenciamento desse time. Portanto, Excelência é um tema de máxima relevância, já que o próprio sistema de franchising, enquanto modelo de expansão dos negócios, vem se transformando rapidamente nos últimos anos.

As Franqueadoras que conseguiram o Selo seguiram caminhos de excelência e devem buscar mantê-los durante mais um ano.  E quais caminhos são esses? Quais fatores-chave conduzem à Excelência na Gestão de Redes de Franquias?  Para início de conversa, pense nisso:

Como está o seu modelo de negócios? Está atualizado? Está em linha com o que o mercado quer? Já se adaptou para a realidade fisital e do varejo omnichannel? A empresa tem testado novas iniciativas?

E como está o processo de expansão? Processos bem definidos, boas campanhas de marketing digital (com velocidade na resposta aos leads), uma expansão estruturada, com um bom processo de implantação. Existem também algumas premissas de gestão que uma Franqueadora deve buscar, como melhorar seu relacionamento com a rede, evoluir seus processos internos, revisar seu modelo de suporte, para ter mais eficiência, com um suporte segmentado, com foco em suporte de gestão e comercial, elevar o grau de engajamento dos franqueados, e, consequentemente, potencializar os resultados de negócio, apoiando seus franqueados a operarem com alta performance.

Destaco, ainda, que é preciso liderança, estar próximo ao Franqueado, ser empático, trabalhar a Governança Corporativa, criar conselhos, avaliar a cultura da rede (as diretrizes culturais da marca estão claras? O DNA da empresa tem sido disseminado?), e investir em desenvolvimento dos Franqueados e suas equipes, com capacitação em termos de competências técnicas (hard skills) e também comportamentais, habilidades socioemocionais (soft skills).  Costumo dizer que treinamento não é “espasmo”, algo que se aplica vez ou outra para apagar incêndio. E felizmente muitas Franqueadoras vêm estruturando Universidades Corporativas, Hubs de Conhecimento, Academias de Vendas…

Pensando nisso, a Praxis Business construiu 6 caminhos da excelência, entendendo que a Franqueadora deve lançar um olhar para: Modelos de Negócios; Cultura e Engajamento; Expansão e Implantação; Suporte e Relacionamento; Marketing & Comercial; Capital Humano.

A estrutura das 6 dimensões está inserida no escopo de um método criado pela Praxis Business que intitulamos FEB – Franchising Excellence Benchmark – para apoiar no desenvolvimento da gestão de negócios de redes, contribuindo com soluções em serviços que sejam pertinentes às marcas Franqueadoras rumo à excelência. Método embasado em nossa experiência no franchising brasileiro (mais de 450 redes de franquias atendidas), através do que aprendemos com nossos clientes e projetos, reunindo as melhores práticas do mercado.

Para finalizar, e para contribuir, apresento, esse “road map” abaixo, o mapa do caminho. São sinais, para onde devemos olhar e colocar mais atenção. Pense nisso.

Guia para uma Franqueadora de Excelência

 

#Repost
Artigo produzido pelo parceiro da BDDB.agAdir Ribeiro fundador da Praxis Business – Especialista em Modelos de Negócios para o Franchising & Varejo.