Como dar e receber feedback de forma profissional

Bruna Gazabin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Como dar e receber feedback de forma profissional

Quando recebemos um feedback, nosso cérebro geralmente atua de modo negativo em relação a tal “crítica”. Com isso, há duas opções diante da situação: absorver e processar a informação ou simplesmente ignorá-la. 

O ato de dar e receber feedbacks é um mecanismo essencial para melhorar a performance dos profissionais dentro de empresas e companhias. 

Isto porque, aos olhos de quem executa o trabalho – o desempenho está sendo realizado da melhor maneira. Porém visto de fora, ou seja por terceiros, talvez poderia ser aperfeiçoado para gerar sucesso nos objetivos da empresa.

Quando o feedback é feito corretamente e com a mentalidade correta, ele torna o ambiente de trabalho mais próspero para novos insights. 

 

Recebendo o feedback

É importante lembrar que o feedback é benéfico para ambas as partes. Se você receber o feedback de seu chefe, gerente ou superior, mantenha-se calmo e escute o que ele tem a dizer! 

Tome notas, se necessário, para que você possa analisar quaisquer pontos de ação para serem melhorados ou que precisam ser realizados de imediato.

 

Dando o feedback

Como superior ou chefe, tem como objetivo dar a cada membro da equipe um feedback regular sobre seu trabalho. Isto gera motivação e mantém o profissional empenhado para melhorar seu trabalho.

Lembre-se da importância de ser específico e honesto – salientar críticas construtivas (relacionadas ao comportamento, não a pessoa) e oferecer soluções para quaisquer problemas.

 

Há diversas maneiras de dar feedbacks construtivos para aumentar a produtividade e interesse do profissional. A seguir, selecionamos algumas dicas de como dar e receber feedback de forma profissional:

  • Escolha o momento certo! Faça elogios em público, mas críticas sempre em privado, para não constranger o funcionário.
  • Compreender as razões por trás dos fatos é primordial para demonstrar empatia. Deixe a pessoa explicar e mostrar a causa do problema.
  • A tendência do ser humano é deduzir antes de averiguar os fatos. Portanto, valide os fatos antes de apontar erros!
  • Seja objetivo e use detalhes sobre quais atitudes a pessoa acertou ou falhou. Então, explique como você gostaria que fosse feito e os por quês.
  • Evite frases desmotivadoras, como: “você precisa fazer mais”; “parece que você não tenta”; “o seu trabalho não é o suficiente”.
  • Não leve para o lado pessoal! Apontar somente os erros sem dar soluções claras, torna o profissional frustrado e desmotivado.
  • Mantenha a calma com uma postura equilibrada. Evite ironias, piadas ou aumentar o tom de voz.
  • Nem todo feedback é negativo, use-o como forma de incentivo e elogios.
  • Após finalizar o feedback, lembre que não é pessoal e que você estará aberto a quaisquer sugestões de melhorias.

 

Acima de tudo, o feedback pode ser uma ferramenta útil para instigar o crescimento profissional. Lembre-se, por trás de cada cargo, existe uma pessoa que investiu tempo para se aperfeiçoar e está ali para dar o melhor na função desempenhada!

 

Gostou deste conteúdo? Acesse nosso site para conhecer nosso trabalho!

Para mais informações, clique aqui!

Av. Rep. Argentina, 1228 – Sala 2608 

Água Verde – Curitiba/PR